Turma de Logística do ITEGO apresenta projeto de mobilidade sustentável

Um projeto inovador foi apresentado pela turma de Logística de 2016 do ITEGO Governador Onofre Quinan, com orientação da professora Stela Crote. O projeto propõe a criação de um sistema que utiliza bicicletas para quem vai ao Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA) em busca de emprego, por exemplo. O primeiro passo foi realizar uma pesquisa junto ao público-alvo. De 150 pessoas ouvidas, 118 aprovam o projeto, contra 25 que reprovam e apenas sete ficaram em dúvida.

 

 

 

 

 

De acordo com os alunos, como no DAIA existem muitas empresas, há uma dificuldade para quem busca emprego, pois a extensão do Distrito é grande (cerca de 8 km) e os trabalhadores têm que andar a pé ou pegar ônibus. A proposta prevê um corredor para aluguel das bicicletas que vai da Avenida Brasil, esquina da Rua Engenheiro Portela, até o final do DAIA, onde termina a ciclovia. “Propomos a criação de baias instaladas e equipadas com as bikes log’s que poderão ser destravadas e usadas através de um aplicativo de celular. O usuário faz o cadastro único e logo já poderá utilizar as bicicletas com custo baixo e o pagamento é debitado no cartão de crédito cadastrado anteriormente”, explica.

 

O projeto, para ser colocado em prática, teria que ser aceito por uma instituição, seja ela pública ou privada. Segundo os alunos e a professora, o projeto é viável porquetrata-se de mobilidade sustentável. “As atividades de transportes e mobilidade em todas as suas dimensões constituem um setor que produz fortes impactos no meio ambiente, tanto diretamente pela emissão de poluentes ou pelo efeito dos congestionamentos que são causados todos os dias no setor das indústrias, quanto indiretamente, ao servir como fundamental elemento indutor do desenvolvimento econômico e urbano”, salientam os idealizadores.

 

O próximo passo é definir o custo financeiro do projeto, como, por exemplo, quantas baias serão necessárias, quantas bicicletas serão disponibilizadas em cada baia e como será a logística da cobrança do aluguel. “Temos esperança de que encontraremos apoio das empresas, da Prefeitura e da Administração do DAIA para a implantação do projeto que ajudará muita gente”, diz Cláudia Amaral, uma das alunas idealizadoras.

 

Ideias assim, que propõem romper barreiras na sociedade, são incentivadas pela Rede Itego, por meio do Programa Inova Goiás, que tem como objetivo instigar nos alunos a inovação, o empreendedorismo e o desenvolvimento tecnológico.

 

(Dirceu Pinheiro)

Publicado em 11/08/2017

Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - CEPA

© Copyright 2012 - Todos os direitos reservados